quinta-feira, 28 de abril de 2011

Histórias para depois do sono X

Posso ousar ou fingir competências. Escorrer entre seus dedos de tão entregue e desajeitado. Desmilinguir a bordo de um beijo. Posso ser desconexo, imperfeito para atacares com tuas palavras retas, quase sempre funcionais e precisas, quase nunca amorosas ou banais. Posso escutar os escaravelhos andando nos teus pensamentos e puni-los por te trazer dúvidas indevidas. Bani-los de andarem entre teus bons presságios, tuas cintilâncias. Posso caçar teus monstros e engarrafar teus vendavais. Restaurar tua casa, tua cerca viva, adicionando helicônias e crisântemos coloridos. Posso ir a Bengale pegar as tais raízes medicinais para tuas dores de barriga. Basta pedires. J.M.N.

2 comentários:

Isolda disse...

Preciso do manual de "como engarrafar vendavais". Os meus andam turbulentos demais!Favor mandar o link ou o manual em PDF.Agradecida.

Adelaíde Ferreira de disse...

É só isso mesmo que precisa? Pedir? E como fica quando a gente pede e não tem resposta?? Só o silêncio e os pontos de interogações pululam a mente??