sábado, 10 de outubro de 2009

Notas de rodapé #2

Testa. Tenta fazer o que te mandam fazer tuas artérias, teu verbo do avesso. Coisa insana esta de dar coordenadas. Nunca as tiveste. Nunca as tive. Sim tudo está como antes. Precisa de algo mais para que reclames teus direitos de pertencer? J.M.N

2 comentários:

Ana Clara disse...

Deixa (Dois em Um)

Deixa
Esquece o que disseram
Ninguém sabe da vida
Bem menos sobre nós

Anda
Espalha a primavera
E se já não há saída
Ainda temos o céu

Há tanto pra se guardar
Temos tanto pra querer
E é tão fácil se fazer
Sonhar

E com a sua força imensa
Dar ao vento uma outra dança
Descolar o chão dos pés

Deixa a alegria chegar, enfim
Que a tristeza já quer partir
Que hoje o dia nasceu
Pra ser bem melhor

E ninguém poderá saber
Do que é só do seu olhar
São cores que ninguém vê

Deixa
Há sempre uma surpresa
Um ponto de partida
Depois de um outro adeus

J.Mattos disse...

Sensacional!
Temos que fazer coisas juntos... As letras te enviarei esta semana.

Beijo grande.

J.Mattos