quinta-feira, 22 de abril de 2010

Perguntas de Ontem XIII

Um dia ela virá porque sentiu que devia vir
Pousará distinta entre passados e dúvidas
Sentada prestará muita atenção em minhas mãos
em minha falta; a cor da tarde tenderá a cânticos
E quando nosso respirar for igual a mil voltas solares
Ela saberá que eu senti sua vinda, mais que sua falta
E que tudo que fiz nestes dias intermináveis
Fiz, pois sabia que ela estava prestes a chegar

J.M.N.

Pergunta de ontem: Quando vieres, como será?

4 comentários:

Anônimo disse...

Que pergunta provocante!Hum...Será como nos primeiros encontros, tão arrebatador quanto, com o corpo trêmulo e a voz sem sair, sem muitos dizeres e total entrega.
Satisfazer a vontade de comtemplar a incrível beleza e maciez daquelas mãos que nem os deus a possuem.O que tantas vezes me arrebatou os pensamentos.

Anônimo disse...

Virei lentamente a recitar boas histórias a lembrar das manhãs de domingo.
Virei como naquele dia em frente à porta de sua casa, quando decidimos ser um do outro novamente.

Anônimo disse...

apaixonadamente como Peri...
impávido que nem Mohamend Alli...

Viva Caetano... Era assim que eu iria. kkk

Lúcia

Dri disse...

Será estranho como foi na última reaproximação após alguns meses separados. Depois será provavelmente como se nunca tivessem se separado.

Uma idéia para a série Perguntas de Ontem: "Como curar as feridas deixadas por um grande amor?".